Descubra o passado da Namíbia

No início do Século XX, a Namíbia era uma colônia alemã. Após a 1ª Guerra Mundial, ela se tornou um território administrado pela Liga das Nações. Após a 2ª Guerra Mundial, a África do Sul administrou a Namíbia, até sua independência, em 1990.

História pré-colonial da Namíbia
Ao longo dos anos, a Namíbia passou por vários estágios distintos. À primeira vista, a história da Namíbia é relativamente recente. Contudo, isso se deve parcialmente ao fato de que a história pré-colonial jamais foi documentada por escrito, mas há bastante evidência arqueológica que indica que a Namíbia era habitada há pelo menos 25.000 anos atrás. A Namíbia é um país diversificado de caçadores-coletores, pastores tradicionais, fazendeiros comerciais e de subsistência, comerciantes, mineiros e pescadores, que pertencem a diversos grupos linguísticos e culturais.

História da Namíbia: a Partilha da África
Sem dúvida, os habitantes mais antigos da região são os bosquímanos, o povo san, cuja presença se evidencia pelas pinturas e gravuras rupestres em locais de Damaralândia, como Twyfelfontein e Brandberg. Atualmente, estima-se que 35.000 bosquímanos vivam na Namíbia, com apenas poucos deles cultivando os seus costumes tradicionais e históricos. Os bosquímanos compartilham alguns recursos linguísticos (como os cliques) com os povos damara e nama, que se estabeleceram na região depois deles. Outras culturas distintas são as dos povos herero e himba. O povo herero pode ser distinguido pelos vistosos trajes vitorianos, enquanto que o povo himba seminômade é famoso por se cobrir com otjize, uma mistura de gordura de manteiga e ocre, que confere uma tonalidade avermelhada à sua pele. O povo owambo vive nas regiões setentrionais do país, onde a agricultura é proveitosa e é possível pescar nos canais pouco profundos.

Uma parcela considerável da história da Namíbia se deve aos europeus
O primeiro europeu a viajar até a Namíbia foi o português Diogo Cão, que em missão exploratória ao longo da costa ocidental da África, se deteve brevemente na Costa do Esqueleto, em 1485, onde ergueu uma cruz de arenito. Essa cruz é atualmente conhecida como a Cruz do Cabo e sua importância histórica é quase superada pelo fato de haver ali uma colônia de mais de 100.000 lobos-marinhos do Cabo. Bartolomeu Dias foi o próximo visitante de destaque que se deteve na Baía Walvis e em Lüderitz, ao circundar o Cabo da Boa Esperança.  Em 1793 ocorreu o próximo passo importante na história da Namíbia. A autoridade holandesa assumiu o controle da Baía Walvis, por ser um bom porto de águas profundas. Quando o Reino Unido assumiu o controle da Colônia do Cabo, em 1797, este país também se apossou da Baía Walvis.

A Namíbia deve muito de sua história recente à notória "Partilha da África", que resultou na anexação britânica das terras que circundam o porto da Baía Walvis, em 1878, a fuga dos bôeres migrantes para a Colônia do Cabo, no Sul, e a proclamação do protetorado do Sudoeste Africano Alemão, por Bismark, em 1884. Durante a 1ª Guerra Mundial, as tropas sul-africanas controlaram o Sudoeste Africano Alemão e, após o Tratado de Versalhes, continuaram a administrar a região como Sudoeste Africano. Em 1989, a Resolução 435 das Nações Unidas finalmente resultou em uma independência pacífica para o povo namibiano, no ano seguinte.

Vamos planejar sua viagem

dos sonhos!

Consulte-nos agora e um de nossos especialistas de viagens entrará em contato com você nas próximas 24 horas.

Entre em contato

Conheça seus especialistas em safári africano

Conheça a equipe rhino
Classificação de viajantes do TripAdvisor