Informações gerais sobre o Sabi Sabi


Tudo o que você precisa saber sobre o Sabi Sabi


História do Sabi Sand

O nome Sabi Sabi deriva da palavra "tsave" que significa "medo" ou "perigo" no dialeto tsonga. Isto tem origem no grande número de crocodilos e rinocerontes existentes no rio Sabie. Em 1830, os caçadores europeus estabeleceram inicialmente um acampamento na margem sul do rio Sabie. A caça em busca do marfim dos elefantes e do chifre dos rinocerontes continuou até o final do século. A descoberta de ouro no Baixo Veld ocasionou um florescimento econômico temporário na região.

Uma estrada de ferro para o ouro

Também no final do século 19, foi iniciada a construção da Estrada de Ferro Selati para conectar as minas de ouro do oeste ao litoral. Partes remanescentes dessa ferrovia ainda podem ser vistas em alguns locais do Sabi Sand Wildtuin.

Viagens ferroviárias de lazer para a região se tornaram populares no início dos anos 1920. Tornou-se possível observar animais selvagens no conforto de um vagão de trem e o público passou a conhecer a beleza da reserva.

Uma das paradas do trem era em Newington Siding, muito próximo ao local onde o luxuoso Selati Camp está situado hoje. A história conta que em uma noite, há quase um século, o maquinista colocou a cabeça para fora do trem na escuridão com o intuito de tentar perceber o vulto de possíveis passageiros. Como não havia ninguém na parada, o trem continuou em direção a Komatipoort.

Entretanto, ao longo dos trilhos havia viajantes que foram obrigados a se esconder nas árvores que havia à volta porque estavam sendo observados por um grupo de leões famintos. Infelizmente, tiveram que apenas olhar, sem poder fazer nada, enquanto o trem a vapor se afastava noite adentro. Por fim, a simpática administração da estrada de ferro colocou escadas permanentes encostadas nas árvores para a conveniência dos passageiros ameaçados por predadores que rondavam a área! Hoje, o Selati Camp está decorado com as recordações associadas à magia dos pioneiros da era ferroviária.

Em 1979, foi criada a atual empresa Sabi Sabi. Durante as décadas de 1980 e 1990, os proprietários compraram três partes da fazenda "Shaws", onde foram construídos o Selati Camp e o Bush Lodge. Eles usaram de muita clarividência, porque a terra foi adquirida na época do turbulento apartheid, quando o rumo do país ainda era incerto.

Posteriormente, após a compra da bela fazenda 'Lisboa", foi construído o Earth Lodge. Ao longo dos anos, composto por uma equipe dedicada de cerca de duzentas pessoas, o Sabi Sabi vem preservando um maravilhoso pedaço da África.

A filosofia de preservação do Sabi Sabi baseia-se em dois princípios:

O primeiro é a necessidade de preservar as áreas silvestres que estão em rápida diminuição e proporcionar um santuário para a fauna e a flora como parte do patrimônio da África do Sul.

O segundo é a crença de que a empresa deve ser um verdadeiro exemplo de ecoturismo que associe de fato o turismo à preservação e à comunidade. O sistema de gestão ambiental do Sabi Sabi adota uma abordagem holística, em que os requisitos ecológicos são equilibrados com as necessidades das pessoas e de suas comunidades, ou seja, concentra-se na interdependência do turismo, da preservação e das comunidades locais.

A política de gestão ambiental


"Precisamos conservar nossas áreas selvagens que estão em rápida diminuição e proporcionar um santuário para a fauna e a flora do nosso patrimônio." O único modo de garantir que um santuário ecológico sobreviva ao ataque das pressões socioeconômicas é:

  • Empregar pessoas
  • Ganhar moeda estrangeira
  • Pagar impostos
  • E promover o turismo sustentável

Cada membro da equipe do Sabi Sabi recebe formação contínua em todas as áreas de nossos negócios, que capacita e aperfeiçoa suas habilidades. Além disso, cada indivíduo possui a profunda compreensão de que o desempenho de uma pessoa reflete e depende da atuação de seus colegas.
 

O que os nossos clientes dizem sobre nós

Telefone-nos

Horários: Aberto Fechado
08:30 - 17:00 (GMT+2)
Grátis:

0808 238 0044

888 2156 556

1 800 447164

1 800 947168

1 844 8517 090

800 900 341

800 101 3310

080 045 2877

800 018 4895

0800 182 3211

0800 562 964

0800 295 105

0800 919 394

0800 721 24

800 260 73

0800 848 229

1 844 2867 643

9009 476 83

0018 005 11710

0800 444 6880

018 0051 81669

0800 7618 612

800 827 648

Número local:

+27 21 469 2600