O que eu preciso saber?


gallery

Todos os detalhes que você precisa para seu safári


Gorjetas em safáris

Gorjetas são parte importante da vida na África do Sul e são esperadas em serviços pelos quais você não daria gorjeta em casa. No entanto, só se recomenda dar gorjetas se você estiver satisfeito com o serviço recebido, você é quem decide.

De forma que, para você não passar suas férias dando gorjetas ou se preocupando com isso, a maioria dos alojamentos sugere que você pague uma gorjeta comum no fim da sua estadia, que será dividida de forma justa pela equipe. Se tiver dúvidas, pergunte aos recepcionistas. Aqui temos mais algumas instruções:

No safári

No fim da estadia em um alojamento de caça privado, a maioria dos hóspedes quer dar gorjetas ao guarda florestal e ao patrulheiro. As instruções para gorjetas variam de um alojamento para outro, mas planeje-se para dar o equivalente a US$ 10 por pessoa por dia ao guarda florestal e não muito menos que isso ao patrulheiro; uma gorjeta adicional de US$ 25 para a equipe geral deve ser suficiente para um casal hospedado durante dois dias.

Frentistas de postos de combustível

Não existem postos de combustível autosserviço na África do Sul. Você será auxiliado por um frentista e deve dar uma gorjeta de 2 a 5 rands (R2-R5) se ele se oferecer para limpar o para-brisa, verificar a água e o óleo e for prestativo no geral. É importante lembrar que a maioria dos postos de combustível da África do Sul só aceita pagamentos em dinheiro.

Restaurantes

Em restaurantes, a gorjeta depende da qualidade do serviço, mas um valor entre 10% e 15% é o padrão, a não ser que uma taxa de serviço já tenha sido somada à conta. Dê a mesma porcentagem a bartenders, motoristas de táxi e guias turísticos.

Hotéis

Equipes de arrumação e limpeza em hotéis e pousadas normalmente recebem entre R5 e R20 por dia. Carregadores de bagagem de hotéis devem receber de R1,50 a R2 por mala.

Guardas de estacionamento

Auxiliares de estacionamento informais (que geralmente vestem coletes laranjas ou amarelos) trabalham nas maiores cidades da África do Sul e em algumas regiões turísticas. Ainda que pareçam um pouco desleixados, eles fazem um bom serviço, por isso, dê alguns rands de gorjeta se seu carro ainda estiver inteiro quando você voltar aonde estacionou. Não aceite dar a gorjeta quando chegar - eles estão tentando se aproveitar!

Etiqueta no safári

O destaque de qualquer safári no Parque Nacional Kruger é conhecer a mata e a vida selvagem curtindo um passeio entre animais ou uma caminhada na mata. É uma experiência incrível e um privilégio ver os animais em seu habitat natural. Recomendamos que nossos clientes anotem as instruções abaixo, que ajudarão a garantir a longa sobrevivência do amado Parque Kruger da África do Sul.

• Leve somente fotografias e memórias e deixe apenas pegadas! Não remova objetos naturais (pedras, flores, plantas etc.) do Parque Kruger ou de qualquer reserva. Isso perturba o ecossistema da região. Não jogue lixo no parque.

• Não tente chamar a atenção dos animais imitando seus sons, batendo palmas, jogando objetos ou de qualquer outra forma.

• Nunca provoque ou encurrale animais selvagens, isso pode provocar respostas inesperadas e reações possivelmente perigosas.

• A vegetação do Parque Kruger é muito sensível, e dirigir fora da estrada provoca sua degradação. Só saia da estrada com um guarda florestal, nunca sozinho.

• Lembre-se de que você é um visitante no habitat natural dos animais, por isso, observe os animais silenciosamente e com o mínimo de perturbação das atividades normais deles. Falar alto em passeios entre animais selvagens assusta os animais.

• A mata africana é muito seca, incendia facilmente e o fogo pode matar muitos animais. Então POR FAVOR não fume em passeios de observação de animais.

• Respeite a decisão do seu motorista/guia quanto à proximidade de alguns animais selvagens. Não insista para que ele aproxime o veículo para você tirar uma foto melhor. Um veículo muito próximo pode atrapalhar uma caçada ou fazer com que animais abandonem uma merecida refeição.

• Sempre siga os conselhos do seu guia – ele é o especialista! Não tenha medo de perguntar se tiver dúvidas sobre qualquer coisa.

• Nunca tente se aproximar de um animal selvagem a pé, principalmente perto do seu alojamento ou acampamento, onde os animais já estão acostumados com seres humanos.

 

O que os nossos clientes dizem sobre nós

Telefone-nos

Horários: Aberto Fechado
08:30 - 17:00 (GMT+2)
Grátis:

0808 238 0044

888 2156 556

1 800 447164

1 800 947168

1 844 8517 090

800 900 341

800 101 3310

080 045 2877

800 018 4895

0800 182 3211

0800 562 964

0800 295 105

0800 919 394

0800 721 24

800 260 73

0800 848 229

1 844 2867 643

9009 476 83

0018 005 11710

0800 444 6880

018 0051 81937

0800 7618 612

800 827 648

Número local:

+27 21 469 2600